O mundo atual tem visto grandes alterações na maneira em que as pessoas desempenham seu trabalho. Há trinta anos atrás não havia muita alternativa, mas atualmente não há mais justificativa para não ter-se uma flexibilidade no ambiente de trabalho em escritórios compartilhados no modelo “anywhere office”. 

Na decisão de abrir um negócio ou migrá-lo para um escritório compartilhado, as pessoas se esquecem de que estão substituindo apenas o custo de aluguel quando fazem uma comparação das alternativas coworking versus sala comercial.

A eficiência dos custos operacionais pode ser essencial para o sucesso desse negócio. Listamos aqui dez pontos onde há economia de custos na solução de escritórios compartilhados, além de dois “bônus” associados a essa escolha:

Custo de aluguel O aluguel de uma sala ou espaço comercial é, normalmente, um dos maiores custos relativos à infraestrutura do negócio, sobretudo se for bem localizado.

Internet e telefonia Não é necessário dizer a importância de uma conexão estável, rápida e segura — e o preço a se pagar por isso.

Secretária Alguém para atender o telefone, dar uma geral, fazer um café ou receber os clientes ou visitantes com um sorriso.

Energia elétrica e água O custo pode ser bastante relevante, sobretudo considerando-se aparelhos de ar-condicionado ligados o tempo todo.

Café e amenidades Não. Não há vida corporativa sem café! Nem snacks ou alguma coisa que sirva de pretexto para uma pausa no meio do dia.

Limpeza Banheiro limpo, ambiente organizado, plantas regadas, móveis sem poeira. Isso é essencial e também um componente importante no custo.

Segurança Sistemas de alarme, vigias, troca regular de fechaduras. 

Condomínio + impostos + manutenção Muitas vezes o condomínio chega a uma boa fração do valor do aluguel em si. Some-se o IPTU e eventuais reparos na infraestrutura.

Seguro Normalmente negligenciado, o seguro contra incêndio, catástrofes naturais, roubo ou furto também deve entrar na conta.

Retorno sobre capital investido Montar um escritório exige investimentos significativos. Conjuntos de mesa e cadeiras de qualidade, TVs para projeção, sofás, switches e roteadores de TI, etc. Esse capital investido poderia ser melhor utilizado como, por exemplo, capital de giro.

Para fazer uma simulação simples (valores médios, podendo variar para mais ou para menos):

 CompartilhadoDedicado
AluguelR$ 2.500R$ 1.500
Internet/telefoneR$ 250
SecretáriaR$ 2.000
Energia+águaR$ 500
Café/amenid.R$ 300
LimpezaR$ 1.100
SegurançaR$ 380
CondomínioR$ 600
ImpostosR$ 100
ManutençãoR$ 70
SeguroR$ 100
ROIR$ 100
TotalR$ 2.500R$ 7.000

Quer conhecer um lugar bacana com tudo isso aí, pronto para trabalhar? Acesse nook.com.br, conheça a Nook Workplace — Ready to Work e venha tomar um café conosco! Ou ligue (34) 99770 3000 ou ainda mande um e-mail: [email protected]

Bônus!

Além da redução de custo, um escritório compartilhado possibilita ao menos dois “bônus” muito relevantes ao empreendedor ou pequeno empresário:

Bônus 1 Um escritório compartilhado permite uma forte interação social, ampliando a rede de contatos do empreendedor. Uma sala comercial não possibilita essa interação, aliás, ao contrário: normalmente é um ambiente solitário e, muitas vezes, até depressivo e opressor. Um coworking tende a ser um ambiente descolado, alegre e que estimula novos negócios e parcerias através da interação espontânea entre seus usuários.

Bônus 2 Olhando a lista acima, verifica-se que a manutenção de uma infraestrutura exclusiva exige boa parcela da atenção do empresário. No caso dos escritórios compartilhados que tenha todos esses itens incluídos, a carga de atividades não inerentes ao negócio em si reduz-se a um mínimo, liberando um tempo precioso para que o profissional dê foco ao seu empreendimento, sem distrair-se com temas chatos e não produtivos do dia-a-dia.

Abrir chat
Precisa de ajuda?